Mercado Financeiro

Fórmula de Graham: Estratégias pra Investidores Vencedores?

10min de leitura

Misael Guedes

Misael Guedes

Redação

A Fórmula de Graham tem sido uma ferramenta fundamental pra investidores ao redor do mundo há décadas.

Mas você sabe como essa fórmula foi criada e como ela pode ajudá-lo a tomar decisões de investimento mais informadas?

Neste artigo, vamos explorar os detalhes dessa fórmula e como aplicá-la de forma eficaz.

  • Quem foi Benjamin Graham?
  • Como ele criou a Fórmula de Graham?
  • O que é o valor intrínseco?
  • Como calcular o valor intrínseco?
  • Como calcular o preço justo?
  • Como calcular o lucro por ação?
  • Porque 22,5?
  • Calculadora do Preço Justo pela fórmula de Graham
  • Limitações da Fórmula de Graham

Continue lendo e descubra o poder dessa fórmula no mundo dos investimentos! Não se esqueça de conferir cada tópico pra aprender melhor sobre essa estratégia de investimento consagrada.

Quem foi Benjamin Graham?

Benjamin Graham foi um economista e investidor pioneiro que viveu entre 1894 e 1976. Ele é considerado o pai do investimento em valor e foi uma influência importante pra Warren Buffett, um dos investidores mais bem-sucedidos de todos os tempos.

Você sabe que Graham escreveu dois livros clássicos sobre investimentos, "O Investidor Inteligente" e "Security Analysis"?

Esses livros continuam sendo leituras obrigatórias pra quem deseja entender melhor o mercado de ações e desenvolver estratégias de investimento sólidas.

Graham acreditava na ideia de que, ao analisar as informações financeiras de uma empresa, os investidores poderiam identificar oportunidades de investimento que ofereciam um bom retorno a longo prazo com risco reduzido.

Ele desenvolveu várias fórmulas e técnicas pra ajudar os investidores a tomar decisões mais informadas, sendo a Fórmula de Graham uma das mais conhecidas. No próximo tópico, vamos explorar como ele chegou a essa fórmula revolucionária.

Como ele criou a Fórmula de Graham?

A Fórmula de Graham foi desenvolvida por Benjamin Graham como um método simplificado pra determinar o preço justo de uma ação.

A fórmula é baseada no conceito de valor intrínseco, que Graham acreditava ser o verdadeiro valor de uma ação, independentemente das flutuações de mercado.

O objetivo era encontrar empresas que estivessem sendo negociadas a um preço abaixo do seu valor intrínseco, indicando que poderiam ser um bom investimento.

Graham focou em dois aspectos principais ao criar sua fórmula: o lucro por ação e a taxa de retorno esperada.

Ele combinou esses dois elementos pra criar uma fórmula simples que leva em consideração tanto o potencial de crescimento da empresa quanto o retorno que os investidores poderiam esperar ao investir nela.

A fórmula original era a seguinte:

Valor Intrínseco (VI) = √ (22,5 x LPA x VPA)

A Fórmula de Graham leva em consideração o Lucro por Ação (LPA) e o Valor Patrimonial por Ação (VPA) pra calcular o Valor Intrínseco (VI) de uma ação.

Mas por que ele escolheu esses números específicos? Vamos explorar o raciocínio por trás da fórmula e seus componentes nos próximos tópicos.

Como calcular o preço justo?

O preço justo é o valor que uma ação deveria ter com base em sua capacidade de gerar lucros e seu valor patrimonial por ação.

A Fórmula de Graham é uma maneira simples e eficaz de calcular o preço justo de uma ação. O preço justo é calculado usando a seguinte fórmula:

Valor Intrínseco (VI) = √ (22,5 x LPA x VPA)

Pra calcular o preço justo de uma ação, siga estas etapas:

  1. Encontre o lucro por ação (LPA) da empresa, que pode ser obtido nos relatórios financeiros, como a demonstração do resultado.

  2. Determine o valor patrimonial por ação (VPA) da empresa, que também pode ser encontrado nos relatórios financeiros ou em sites de análise financeira.

  3. Insira os valores encontrados na fórmula de Graham:

    Valor Intrínseco (VI) = √ (22,5 x LPA x VPA)

  4. O resultado obtido é o preço justo da ação.

Comparando o preço justo com o preço de mercado atual da ação, você pode determinar se a ação está subvalorizada, supervalorizada ou negociada a um preço justo.

Como calcular o lucro por ação?

O lucro por ação (LPA) é uma medida financeira que indica a parcela do lucro líquido de uma empresa atribuída a cada ação em circulação. E

ssa métrica é importante pra avaliar a rentabilidade de uma empresa e é um componente crucial na Fórmula de Graham.

Pra calcular o LPA, siga estas etapas:

  1. Encontre o lucro líquido da empresa, que pode ser obtido nos relatórios financeiros, como a demonstração do resultado.

  2. Encontre o número de ações em circulação, que também pode ser encontrado nos relatórios financeiros ou em sites de análise financeira.

  3. Divida o lucro líquido pelo número de ações em circulação:

    Lucro por Ação (LPA) = Lucro Líquido / Número de Ações em Circulação

O resultado obtido é o lucro por ação da empresa. Esse valor é um indicador chave de desempenho e pode ser usado pra comparar a rentabilidade de diferentes empresas.

Além disso, é um componente essencial na Fórmula de Graham pra calcular o valor intrínseco e o preço justo de uma ação.

No próximo tópico, vamos discutir o motivo pelo qual o número 22,5 aparece na Fórmula de Graham.

Porque 22,5?

O número 22,5 na Fórmula de Graham é um fator de ponderação que tem um propósito específico. Essa constante foi escolhida por Graham pra ajustar a avaliação do preço justo de uma ação com base na taxa de crescimento anual esperada da empresa.

O número 22,5 é, na verdade, o resultado da multiplicação de 8,5 por 2,65 (8,5 x 2,65 = 22,5). O número 8,5 é a base que Graham considerou razoável pra uma empresa com taxa de crescimento zero, ou seja, uma empresa que não cresce.

Já o número 2,65 representa a média do retorno exigido pelos investidores no mercado de ações durante a época de Graham, que era de aproximadamente 4,4% acima da taxa de retorno dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos.

O fator 22,5 ajuda a ajustar o preço justo com base no crescimento da empresa e na expectativa de retorno dos investidores.

Esse ajuste garante que a Fórmula de Graham considere a taxa de crescimento anual esperada e reflita uma avaliação mais realista do preço justo de uma ação.

No próximo tópico, abordaremos a calculadora do preço justo usando a Fórmula de Graham.

Calculadora do Preço Justo pela fórmula de Graham

A Calculadora do Preço Justo pela Fórmula de Graham é uma ferramenta útil pra ajudar os investidores a aplicar a Fórmula de Graham de forma rápida e fácil.

Essa calculadora automatiza o processo de cálculo do preço justo, permitindo que você insira os dados relevantes e obtenha o resultado imediatamente.

Segue a estrutura da tabela pra ser usada no Excel:

EmpresaLucro por AçãoValor Patrimonial por AçãoPreço AtualPreço JustoComprar
Empresa A
Empresa B
Empresa C

Agora, vamos criar as fórmulas pra coluna "Preço Justo" e coluna "Comprar":

  1. Na coluna "Preço Justo" (coluna E), insira a seguinte fórmula na célula E2:
=SQRT(22.5 * B2 * C2)

Arraste a fórmula pra baixo nas outras células da coluna "Preço Justo" conforme necessário.

  1. Na coluna "Comprar" (coluna F), insira a seguinte fórmula na célula F2:
=IF(E2>D2, "Sim", "Não")

Arraste a fórmula pra baixo nas outras células da coluna "Comprar" conforme necessário.

Essas fórmulas vão calcular o preço justo com base na Fórmula de Graham correta e indicar se a ação é uma boa compra com base na comparação entre o preço justo e o preço atual.

Preencha as colunas "Empresa", "Lucro por Ação", "Valor Patrimonial por Ação" e "Preço Atual" com os dados relevantes e a tabela calculará automaticamente o preço justo e a recomendação de compra.

Limitações da Fórmula de Graham

Embora a Fórmula de Graham seja uma ferramenta útil pra avaliar o preço justo de uma ação, é importante estar ciente de suas limitações:

  1. Simplificação: A fórmula simplifica a avaliação de ações ao se basear em apenas dois fatores: lucro por ação e taxa de crescimento anual esperada. Ela não leva em consideração outros fatores importantes, como dívida, fluxo de caixa e vantagem competitiva da empresa.
  2. Dados históricos: A fórmula depende de dados históricos pra calcular o lucro por ação e a taxa de crescimento anual esperada. Esses dados podem não ser um indicativo preciso do desempenho futuro da empresa.
  3. Adequação pra todas as empresas: A Fórmula de Graham foi desenvolvida em uma época em que a maioria das empresas tinha um modelo de negócios mais tradicional. A fórmula pode não ser adequada pra avaliar empresas de tecnologia ou outras com modelos de negócios inovadores e não convencionais.
  4. Expectativa de retorno: A constante 22,5 na fórmula foi baseada nas expectativas de retorno dos investidores durante a época de Graham. Essa constante pode não refletir as expectativas de retorno dos investidores atuais e pode precisar ser ajustada.
  5. Avaliação subjetiva: A Fórmula de Graham oferece um ponto de partida pra avaliar o preço justo de uma ação, mas a avaliação final ainda depende da análise subjetiva do investidor. É importante considerar outros fatores, como a qualidade da gestão da empresa, a posição no mercado e as perspectivas futuras do setor.

Em resumo, a Fórmula de Graham é uma ferramenta útil pra estimar o preço justo de uma ação, mas não deve ser usada isoladamente.

Os investidores devem levar em consideração as limitações da fórmula e complementar sua análise com outras técnicas e informações pra tomar decisões de investimento mais informadas.

Artigos que podem te interessar

VAROS 2024

Todos os direitos reservados