Contabilidade

Custo de Capital de Terceiros (Kd): O que é e como calcular?

10min de leitura

Misael Guedes

Misael Guedes

Redação

Custo de Capital de Terceiros (Kd)

Antes de falarmos sobre o custo de capital terceiros (conhecido também como Kd ou Ki), precisamos entender o que é o custo de capital, após isso veremos os dois tipos de custo de capital que temos (Custo de capital próprio e custo de capital de terceiros, ou Ke e Kd), além daremos exemplos de como calcular o custo de capital de terceiros de uma empresa.

O que é custo de capital?

O custo de capital é o valor mínimo de retorno que os credores das empresas exigem da empresa. Os credores são os financiadores da empresa e logo exigem certo valor de retorno para seus investimentos.

O que é Capital de Terceiros?

Quando uma empresa precisa se financiar, ela tem duas opções: recorrer aos seus acionistas ou recorrer a empréstimos ou emissão de dívidas, de qualquer forma a diferença é muito simples: O capital de terceiros é o capital de bancos, instituições financeiras e empréstimos que essa empresa pegou para se financiar.

O que é Capital Próprio?

Muito parecido com o capital de terceiro, mas com um detalhe de diferença, o capital próprio é o capital dos sócios ou acionistas da empresa. Ou seja, é o capital que os donos do negócios injetaram na companhia para que pudessem operar.

Agora que já sabemos o que é o custo de capital e o capital próprio e de terceiros vamos falar sobre o custo de capital próprio.

O que é o Custo de Capital de Terceiros (Kd)?

Como mencionado acima, o custo de capital é o retorno mínimo exigido pelos credores da empresa. Isso inclui tanto os proprietários quanto os credores externos.

O custo de capital de terceiros são os recursos que a empresa busca através de terceiros, aí podem entrar empréstimos, financiamentos, emissão de dívida.

Nos cálculos corresponde ao valor dos juros pagos aos bancos, financeiras e credores externos pelos recursos captados através deles.

Como Calcular o Kd?

O custo de capital de terceiros é bem mais simples que o cálculo do capital próprio, tendo como base a fórmula abaixo:

Custo de Capital de Terceiros = [Custo da Dívida x (1 - Alíquota do Imposto de Renda) / Passivo Oneroso] x 100

ou de forma resumida:

Kd = (Ki x (1-IR) / Passivo Oneroso) x 100

onde,

Kd = Custo de Capital de Terceiros

Ki = Custo inicial da dívida

IR = Alíquota do Imposto de Renda

Passivo Oneroso = Passivo circulante e Passivo não circulante

Mas para simplificar, no nosso método de Valuation, nós usamos como Kd, a taxa da dívida emitida pela empresa(uma debênture por exemplo), a mais longa delas(com maior prazo possível), como custo de capital de terceiros, geralmente é atrelada a um indexado como CDI ou IPCA.

Exemplo de aplicação do Kd

Vamos supor que um empresa emitiu uma debênture com vencimento em 2027, sendo essa a mais longa emitida por ela, com taxa de CDI + 3,5%, usando o CDI de hoje(21/11/2022), temos o valor de 13,65%

Logo, podemos concluir que o custo de capital de terceiros nesse caso é 17,15%.

Porque o custo de Kd é menor que o Ke?

Geralmente o custo de capital próprio é maior que o capital de terceiros, pois os proprietários do dono do negócio estão mais expostos a riscos operacionais do negócio.

Independentemente do resultado operacional, se é lucro ou prejuízo, os empréstimos e financiamentos deverão ser pagos, já no caso dos donos do negócio, podem ficar anos sem receber nenhum retorno por conta de prejuízos.

Sabendo desses cenários entendemos que o custo de capital próprio geralmente é maior pois os proprietários do negócio conhecem melhor que ninguém sua empresa e exigem um retorno maior devido aos riscos.

Artigos que você pode se interessar:

VAROS 2024

Todos os direitos reservados