Conceitos

Incentivo Fiscal: saiba o que é e quais os seus impactos

5min de leitura

Saulo Pereira

Saulo Pereira

Redator

O que é incentivo fiscal?

Existem diversos tipos de incentivo fiscal, como o crédito fiscal, a isenção fiscal e a desoneração fiscal. Cada um deles tem características específicas e pode ser mais ou menos vantajoso para o empreendedor, de acordo com o seu negócio.

O crédito fiscal é um incentivo que pode ser utilizado para abater o valor dos impostos a serem pagos.

Ele é concedido de acordo com a atividade econômica exercida pelo empreendedor, sendo que algumas atividades têm maior prioridade do que outras. A isenção fiscal é uma forma de incentivo que isenta o empreendedor de determinados impostos.

Essa isenção pode ser total ou parcial, de acordo com a atividade econômica exercida. A desoneração fiscal é uma forma de incentivo que reduz a carga tributária de determinadas atividades..

Quais são os tipos de incentivos fiscais?

Os principais tipos de incentivos fiscais são:

  • Isenção de impostos: a isenção de impostos é um benefício fiscal que permite que uma empresa seja isenta de pagar determinados impostos.
  • Redução de impostos: a redução de impostos é um benefício fiscal que permite que uma empresa pague menos impostos do que seria devido.

Os impactos econômicos de incentivos fiscais

Apesar de parecer que no curto prazo os incentivos podem acabar criando problemas ainda maiores no longo prazo para toda a população. Aqui estão alguns dos principais problemas:

Incentivos fiscais podem criar distorções

Os incentivos fiscais podem criar distorções no mercado, pois eles dão a algumas empresas uma vantagem sobre outras. Isso pode levar a uma concorrência desleal e pode impedir que as empresas mais eficientes ganhem market share.

Além disso, as distorções criadas pelos incentivos fiscais podem levar a mais investimentos em alguns setores em detrimento de outros, o que pode não ser o melhor uso dos recursos disponíveis.

Incentivos fiscais podem ser custosos

Os incentivos fiscais podem ser extremamente custosos para os governos, especialmente se forem muito generosos. Isso pode levar a um aumento da dívida pública ou à necessidade de aumentar impostos para cobrir o custo dos incentivos.

Além disso, os incentivos fiscais podem reduzir a receita tributária a longo prazo, pois as empresas podem se aproveitar deles para reduzir sua carga tributária.

Incentivos fiscais podem ser difíceis de monitorar e controlar

Os incentivos fiscais podem ser difíceis de monitorar e controlar, especialmente se forem muito generosos. Isso pode levar a abusos, como empresas que se beneficiam de incentivos fiscais sem cumprir com as condições impostas pelo governo.

Além disso, os incentivos fiscais podem ser difíceis de ajustar à medida que a economia muda, o que pode levar a mais distorções.

Incentivos fiscais podem ser usados para fins políticos

Os incentivos fiscais podem ser usados para fins políticos, especialmente se forem muito altos. Isso pode levar a uma concorrência desleal entre os governos para atrair empresas e investimentos. Além disso, os incentivos fiscais podem ser usados para beneficiar determinados grupos políticos ou para comprar votos.

Incentivos fiscais podem não produzir os resultados esperados

Os incentivos fiscais nem sempre produzem os resultados esperados. Por exemplo, as empresas podem se beneficiar de incentivos fiscais sem aumentar significativamente seus investimentos ou empregos.

Além disso, os incentivos fiscais podem levar a mais investimentos em atividades de baixa produtividade, o que pode reduzir a taxa de crescimento econômico a longo prazo.

Artigos que podem te interessar

VAROS 2024

Todos os direitos reservados